Hit Enter to search or Esc key to close
Blog thumbnail

Conheça os 10 principais sítios arqueológicos da Turquia

Conheça os 10 principais sítios arqueológicos da Turquia

Blog thumbnail

Conheça os 10 principais sítios arqueológicos da Turquia

A Turquia possui uma riqueza cultural inigualável. Ao longo de sua história milenar, o país abrigou dezenas de civilizações. De forma surpreendente, novidades são descobertas em seus sítios arqueológicos até nos dias atuais. A nação abriga quase 4000 espaços arqueológicos, que estão abertos para visitas, pesquisas e escavações. Aqui selecionamos uma lista de 10 principais sítios que você pode visitar durante a sua viagem pela Turquia. Venha e descubra essas riquezas conosco!

Éfeso (Capital da Ásia Menor)

Éfeso foi fundada ao delta do Rio de Kaystros.  Essa região foi muito popular durante o século I.

A cidade ganhou fama por abrigar o maior templo dedicado a Deusa Artemisa (atualmente, essa obra é classificada como uma das 7 maravilhas do mundo antigo). Além dessa atração, o símbolo principal do sítio é a antiga biblioteca de Celsius, que está localizada no coração da antiga metrópole. Éfeso também é conhecida por sediar a casa de Maria, Mãe de Jesus Cristo. 

Em 2014, o local recebeu mais de 3 milhões de turistas do mundo. 

Desde 1994, está na lista de Patrimônio Mundial da UNESCO.

Pérgamo (Esmirna/Bergama) 

Pérgamo é o melhor exemplo de cidade helenística. 

Situada na Mísia (noroeste da Anatólia), a mais de 20 km do Mar Egeu em uma colina isolada do vale do Rio Caicos, esta foi a cidade que deu origem ao Pergaminho. Durante o reinado de Attalos, foi um importantíssimo centro de escultura helenística e também a capital da cultura, graças à sua famosa biblioteca. 

Em 133 AC, o rei Eumenes acabou entregando a chave da cidade ao imperador romano Constantino, que protegeu todo conteúdo cultural da região. 

Desde 2014, Pérgamo está na lista de patrimônio mundial da UNESCO. 

Göbeklitepe (Şanlıurfa)

Göbeklitepe abriga o templo mais antigo do Mundo.

Há 12 mil anos atrás, um templo foi construído na região da Mesopotâmia. Nesta época, o ser humano ainda vivia de forma nômade, mas estava tentando organizar uma forma de vida sedentária. Este local abriga muitos segredos acerca de nossa história – totalmente diferente do que conhecemos através de livros e documentários didáticos. 

A região destaca-se pelas esculturas que enfeitam o templo. A organização sobre cultos também é algo que ainda nos surpreender. Se você quer saber mais sobre os motivos pelo o qual o ser humano necessitou realizar cultos e organizar religiões, não hesite em conhecer esse lugar ímpar. 

A UNESCO está negociando a adesão deste local em sua lista de patrimônios culturais, pois este sítio foi descoberto recentemente. 

Tróia (Çanakkale)  

Este lugar é famoso por suas lendas únicas, entre elas: Homero e Ilíada, a guerra de 10 anos, o cavalo de Troia, calcanhar de Aquiles, patriotismo do Hector, Esperteza de Ulisses, a diplomacia de Príamo, o amor eterno por uma mulher e muitas outras histórias que foram protagonizadas neste local.

Desde 1863, a região é escavada por arqueólogos. Até o momento, pesquisas afirmam que 10 civilizações fundaram cidades e deixaram suas marcas em diversos espaços do sítio. Pela originalidade de suas formações, o local se tornou uma atração de renome mundial. 

O sítio está na lista da UNESCO desde 1996. 

Çatalhöyük (Konya)

Desde 1960, escavações são realizadas nesta região. Em 2013, a UNESCO incluiu o local em sua lista que reconhecer os principais patrimônios mundiais. 

O sítio chama atenção por demonstrar a mudança do homem caçador-coletor em um ser nômade. A cidade é conhecida pelas imagens da mãe-deusa que podem ser encontradas em quase todas as casas. 

Além disso, os costumes locais para enterro dos mortos são chamam muita atenção, pois apresentam uma expectativa de respeito aos corpos e uma esperança de vida após a morte.

Sagalassos (Burdur)

Na encosta de montanha de Akdağ, na cidade atual de Burdur, encontra-se este sítio fascinante. 

Neste local, é possível encontrar uma cidade romana completa. Além disso, os visitantes podem conferir como é feito uma escavação científica.

Afrodísias

Como o nome indica, essa cidade foi “batizada” em homenagem a Afrodite – deusa grega do Amor. 

O local foi construído perto de uma jazida de mármore, que foi extensivamente explorada no período Helenístico e também durante o império Romano.  Os escultores locais ganharam fama devido aos seus trabalhos e experiências no mundo romano.

Desde 1962, o sítio vem sendo escavado pelo arqueólogo turco Kenan Erim, com apoio da Universidade de Nova Iorque. O Templo de Afrodite, principal edifício da cidade antiga, viveu uma conversão após o império aceitar o cristianismo como religião predominante, tornando-se uma basílica Cristã.

Afrodísias

 

Como o nome indica, essa cidade foi “batizada” em homenagem a Afrodite – deusa grega do Amor. 

O local foi construído perto de uma jazida de mármore, que foi extensivamente explorada no período Helenístico e também durante o império Romano.  Os escultores locais ganharam fama devido aos seus trabalhos e experiências no mundo romano.

Desde 1962, o sítio vem sendo escavado pelo arqueólogo turco Kenan Erim, com apoio da Universidade de Nova Iorque. O Templo de Afrodite, principal edifício da cidade antiga, viveu uma conversão após o império aceitar o cristianismo como religião predominante, tornando-se uma basílica Cristã.

Hattuşa (Çorum)

Hattusa foi a capital do império Hitita – reinado que dominou toda a região da Anatólia e algumas zonas estratégicas da Mesopotâmia entre 1850 – 1200 AC. As muralhas da cidade foram copiadas por muitas civilizações posteriores. 

Este sistema de defesa criado pelos Hititas foi utilizado como a principal a principal estratégia de proteção até a queda da Constantinopla. Portões, templos e as ruínas do famoso palácio do rei chamam atenção dos visitantes. 

Atualmente, o sítio faz parte da lista da UNESCO. Além desse importante reconhecimento, pesquisadores europeus reconhecem que o local possuiu uma influência crucial para o conceito de construções de cidades.  Muitos utensílios deste sítio podem ser encontrados nos museus Çorum e Bogazkale. 

Hasankeyf (Batman)

A cidade foi construída na beira do rio Tigres há 10 mil anos atrás, durante o periódico neolítico. A região abrigou muitos povos diferentes, e é conhecida pelas casas escavadas nas rochas da montanha. Ganhou destaque durante a idade medieval devido a sua localização.

Conheça esse ponto histórico o mais rápido possível. Segundo os coordenadores de projeto de barragem para o Rio Tigres, este local irá ficar embaixo d’água em um futuro próximo. 

Zeugma (Gaziantep)

Localizada na Beira do lendário Rio Eufrates, a cidade foi a mais importante na região de Comagena. Durante o período romano, a Legio IV Scythica acampava em Zeugma. Durante dois séculos, a cidade foi casa de oficiais de alta patente do Império Romano, que deixaram marcas de sua cultura e de seu sofisticado modo de vida. 

O local abriga casas exuberantemente decoradas com lindos mosaicos.  A famosa peça “Cigana” pertence para esta cidade.

Fontes:

Doç. Dr. Necmi Karul – İstanbul Ü. – Pré-histórica

ABD/ * Prof. Dr. Kutalmış Görkay – Ankara Ü. -Arqueológico clássico

ABD / * Doç. Dr. Meltem Alpaslan Doğan – İstanbul Ü. – Pesquisador de Hititas

ABD / * Prof. Dr. Rüstem Aslan – Çanakkale Onsekiz Mart Ü. – Arqueologia

Serhan Güngör – Guia turístico

Prof. Dr. M. Sacit Pekak – Hacettepe Ü. História de artes

Prof. Dr. Ersin Doğer – Ege Ü. Arqueológico clássico

ABD  Doç. Dr. Haluk Sağlam timur – Ege Ü. Pré-histórica

ABD Ahmet Yeşiltepe – Editor de documentário

Bünyad Dinç – Escritor de história

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *